Após 59 anos, Cordeirópolis inaugura nova represa

  • 0
  • 1.917 views

Foto: PM Cordeirópolis

inauguração

Em 16 de junho de 1965, foi autorizado um crédito de Cr$ 21.552.064 para a construção da obra: a represa do Barro Preto

Santa Marina: Uma nova esperança hídrica para Cordeirópolis: Em um momento histórico que espelha os desafios enfrentados há mais de meio século, Cordeirópolis celebra um marco em sua trajetória de desenvolvimento e sustentabilidade. Em 1965, sob a pressão da escassez hídrica e o risco de perder empresas vitais para a economia local, o prefeito da época, Luiz Beraldo, conhecido por Luizit,  tomou uma decisão crucial, investindo mais de Cr$ 21 mil cruzeiros, (de acordo com a lei 417 de 16 de junho de 1965) na construção de uma represa. Esse projeto não apenas aliviou a sede da cidade naquela época, mas também pavimentou o caminho para o futuro.

Loja Barbosa (3)

Décadas depois, a cidade já enfrentou desafios semelhantes, porém, em uma escala maior, com graves crises hídricas, principalmente entre 2014 e 2015, onde a cidade foi abastecida pela água represada de antigas cavas de mineração, na época o assunto foi:  a cidade foi “salva” pelas cavas das cerâmicas.

Com uma população que cresceu para cerca de 25 mil habitantes e ainda sofrendo com a falta de água, Cordeirópolis inaugura a Barragem Santa Marina, neste mês de junho em comemoração aos 76 anos de emancipação político administrativa, uma infraestrutura robusta projetada para sustentar uma cidade de até 50 mil pessoas. Com um investimento de mais de R$ 25 milhões, a nova barragem não é apenas um feito de engenharia, mas um símbolo de esperança e futuro para a cidade de Cordeirópolis.

Para o prefeito Adinan Ortolan, várias obras que serão inauguradas neste mês de junho marcam os 76 anos de Cordeirópolis  como um polo de inovação e desenvolvimento:

“Esta inauguração não é só sobre infraestrutura; é sobre garantir o futuro, ecoando as ações visionárias de 1965 e reafirmando o compromisso com o crescimento sustentável. A Barragem Santa Marina representa mais do que água; simboliza o fluxo contínuo da vida e da prosperidade para Cordeirópolis”, disse Ortolan.

60 anos de história hídrica

O Portal JE10 sempre prezou pelos fatos históricos da cidade de Cordeirópolis. Em 2008 trouxe  uma reportagem com o então feitor da obra de 1965, o senhor Luiz Beraldo, conhecido por Luizito Beraldo.

Ele relatou fatos que marcaram sua administração, e hoje nada melhor que trazer esses dados aos leitores que não conheceram esse lado histórico do município.

Em entrevista, ele contou a reportagem em 2008:

“Cordeirópolis estava em ritmo de crescimento e progresso, a indústria de papel dava muito emprego e retorno ao município em recolhimento de impostos, eu estava acuado e tinha que achar uma solução para a questão da água, pois somente com poços artesianos não era possível suprir a necessidade do município. Até que um dia o gerente da empresa me pressionou e disse: “Ou o senhor nos dá mais água para poder trabalhar ou vamos para outro local”. Como eu já conhecia a várzea do Barro Preto, pois quando eu era menino eu via as águas da chuva transbordar por cima da estrada, então tive a ideia de represar tudo”, contou em entrevista o ex-prefeito. Luizito faleceu em setembro de 2020 aos 99 anos.

A represa tornou-se um ponto turístico e de atrações em Cordeirópolis. Uma “praia artificial” que aos finais de semana era repleto de jovens e famílias se refrescando nas águas. Muitos eventos e campeonatos de barcos foram realizados no local, motivo maior para a fama da pequena Cordeirópolis.

E a história se repete a partir de 2020, quando se dá início para a construção da barragem de Santa Marina, onde os munícipes iam até o local para visitar a obra e postarem em suas redes sociais.

Meio Ambiente

De acordo com a Prefeitura de Cordeirópolis, foi realizado um programa de resgate de animais silvestres do local.

Um trabalho de veterinários e biólogos e mais de mil animais foram salvos durante a obra. Foram orientações do Departamento de Gestão da Fauna Silvestre (DeFau) através do programa de “Resgate e Translocação de Fauna Silvestre”.

Um “mini hospital” foi  instalado às margens da represa para dar apoio durante o resgate dos animais, cujo objetivo teve iniciativa em promover ações de compensação à flora e a fauna. Ainda de acordo com a prefeitura, o local foi monitorado e até registrou um filhote de Jaguatirica, além dos pássaros, gambas, serpentes e lagartos, entre outras espécies.

Veja abaixo todas as etapas que o Portal JE10 acompanhou desde 2017 quando deu início a construção.

Trâmites

A obra teve vários trâmites a serem seguidos: liberação da Cetesb e tantos outros. O Portal JE10 trouxe vários momentos que você pode acompanhar.

2017

Em 2017, a Prefeitura consegue a outorga, a principal autorização ambiental. Veja a reportagem aqui na época. 

No final do mesmo ano de 2017, em tempo recorde, a Prefeitura Municipal de Cordeirópolis juntamente com a Caixa Econômica Federal, selaram em novembro, o convênio de liberação do recurso para a construção da represa de Santa Marina. Ao todo, foram R$ 12 milhões liberados e o início da construção ficou prevista para março do próximo ano.

Veja a reportagem aqui: 

2018

O ano de 2018 foi o ano de muitas idas e vindas, documentações, licitações para dar início à obra, um ano que parecia estar tudo parado, mas que nos bastidores, a corrida era contra o tempo.

2019

Ano que a obra começa a ter uma visão diferente, a licitação enfim acontece e a empresa passa a dar projetos. Veja aqui.

Extensão da obra é apresentada. Veja aqui.

2020

Em maio de 2020 iniciam as obras. Projetos de fauna e flora são realizados. Veja aqui . Area preservada. Veja aqui.

 

Em 2020 o país vivenciou uma crise mundial de saúde, a Covid 19, onde todas as obras foram paralisadas para dar foco principal à saúde.

2021

Em 2021 após a crise mundial de Covid retoma a construção. Mesmo com todos os problemas enfrentados, 25% da obra já estava concluída, segundo a prefeitura. Os anos de 2021 e 2022 foram determinantes para a construção. Acompanhe aqui.

Verbas estavam travadas e teve ajuda do deputado federal, Miguel Lombardi. Leia aqui.

2023

A obra da represa chega em 80% concluída, segundo informações da Prefeitura. Acompanhe aqui.

2024

O grande dia: inauguração marcado para o dia 13 de junho, às 10h. Estrada municipal vereador José Valter Mascarin. A inauguração é aberta a população.

Foto: PM Cordeirópolis

contato tintas
Guia comercial SUPERMERCADOS
Advogada é presa pela 2ª vez em menos de 2 meses
Prev Post Advogada é presa pela 2ª vez em menos de 2 meses
Sábado (08) tem desfile cívico em Cordeirópolis
Next Post Sábado (08) tem desfile cívico em Cordeirópolis
Veja mais

Leave a Comment:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link para o WhatsApp