Cascalho realiza festa da Befana

  • 0
  • 80 views


A comunidade de Cascalho realiza no dia 07 de janeiro a tradicional festa italiana, a Festa della Befana. 
Será uma noite com muitas comemorações e às 19hs tem a missa da Epifania e a partir das 20hs apresentação da Companhia de Folia de Reis de Cordeirópolis, teatro das befanas e após as apresentações haverá uma confraternização e distribuição de doces para as crianças.
A comunidade avisa que a confraternização será comunitária, portanto, cada família deverá levar um prato de salgado ou doce.
A festa da Befana na Itália, como nasceu a lenda?
Lá na Itália, logo após o Natal as casas se enchem de meias penduradas nas janelas e portas, são as crianças que esperam a Befana, e se foram boazinhas durante o ano, receberão um presente… e o presente é sempre um doce.
Mas onde nasceu a lenda da Befana ?
A primeira vez que se falou em “Befana”, foi já no século XIV, quando Francesco Berni, a descreveu como um “tipo de fantoche exposto na noite antecedente a epifania”. Tradicionalmente, esta é a noite em que os Reis Magos visitam Jesus.
A origem da Lenda
As origens da lenda da Epifania são pagãs. Nos tempos antigos, os romanos acreditavam que no prazo de 12 dias após o solstício de inverno seria celebrado a morte e renascimento da Mãe Natureza. E mais uma vez de acordo com os nossos antepassados, as doze figuras femininas lideradas por Diana, a deusa da lua e da vegetação, voariam sobre os campos para torná-los férteis.
Obviamente, a Igreja condenou essas crenças como más influências diabólicas e do mal. E através de misturas das religiões ao longo dos séculos na Idade Média, chegou-se à Befana de hoje, uma velhinha boazinha, mas próxima a imagem de uma bruxa boa.
Este aspecto da idosa pode ter surgido como uma representação do “ano passado”. Quase todos os lugares da que se comemora hoje a Epifania, a befana é representada por um boneca de madeira vestida como uma idosa.
Outras fontes
Há também outras versões da lenda da Befana: argumenta-se que nasceu de um festival romano ligado à troca de presentes. Outros acreditam que está relacionado com as deusas mitológicas germânicas da natureza invernal, das amigas Holda e Berchta.
Enquanto na versão “católica”, a lenda nasce com a história dos Reis Magos que durante a sua viagem a Belém para conhecer o menino Jesus e doar os presentes, eles se perdem na estrada e encontram uma senhora idosa que lhes ajudou, porém não quis acompanha-los.
Depois essa senhora se sentou em culpa por não poder acompanha-los e decidiu levar também um presente a Jesus, mas não encontrando os Magos e nem a manjedoura, decidiu parar em todas as casas para dar doces para todas as crianças. Desde então, de acordo com esta lenda, a Befana passou a girar o mundo dando presentes a todas as crianças.
Ela traz doces
Hoje porém, a tradição diz que noite entre os dias 5 e 6 de janeiro uma senhora idosa, suba em sua vassoura e vai de casa em casa para deixar doces e presentes para as crianças boas e carvão (hoje se dá um doce em forma de carvão de cor preta) para as crianças que não se comportaram bem.
No resto da Itália e na Europa
Em muitos países da Europa é uso queimar o boneco coberto de roupas usadas no início do ano. Às vezes dentro do boneco vai recheado com doces.
Loja Barbosa (3)
Prev Post Prefeitura altera expediente neste fim de ano
Next Post Angelita Ortolan participa de encontro com Lu Alckmin
Veja mais

Leave a Comment:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link para o WhatsApp