“Teremos que cortar festa da cidade, Rodeio e Natal”, disse o prefeito Adinan Ortolan

  • 0
  • 130 views


BARRAGEM REPRESA_JE 10

De acordo com Ortolan, Prefeitura recebeu dívidas geradas pelo ex-prefeito que podem passar dos R$ 15 milhões

 

Loja Barbosa (3)

O prefeito de Cordeirópolis, Adinan Ortolan, através de uma live realizada em sua página da rede social nesta sexta-feira (17) informando que terá que tomar medidas radicais com relação a custos e investimentos  no município.

De acordo com o prefeito há duas dívidas milionárias que a Prefeitura deverá arcar. A primeira ele relata que se trata de indenização trabalhista movida por nove funcionários no ano de 2000, porém devido a um deles ser prefeito na época, foi bloqueado pelo Ministério Público, por entender que ele seria um dos beneficiários.

“A prefeitura tem um fundo de precatório, mas não cobre o valor, com o decorrer dos anos, mais a soma de juros, a dívida é  próxima dos R$ 11 milhões, porém a prefeitura teve que arcar com mais de R$ 8 milhões; e em outubro do ano passado tivemos que efetuar esse pagamento em 48hs”, disse Adinan.

Ainda de acordo com Ortolan, o segundo processo é para que a Prefeitura faça a devolução em torno de R$ 7,5 milhões, referentes a despesas processuais à Concessionária do Sistema Anhanguera-Bandeirantes, a Auto Ban.

Este processo vem desde 2008, e diz respeito a uma ação que na época do ex-prefeito  Carlos Cesar Tamiazo, o Féio, moveu contra a concessionária. A Prefeitura na época contratou uma empresa para fazer levantamento do ISS e esta afirmou que a AutoBan teria encargos a pagar a Prefeitura.

Na época, a prefeitura fez execuções fiscais, onde reclamou da concessionária pagamento de tributos relacionados ao prolongamento da Rodovia Bandeirantes, obra que foi realizada entre janeiro de 1999 e dezembro de 2002.

Resumindo, a Prefeitura perdeu o processo, e terá que pagar o custo do processo à Concessionária em torno de R$ 7,5 milhões.

“Não foi o jurídico da prefeitura, pois eles foram contra a execução desse processo, mas o prefeito na época resolveu entrar por um escritório terceirizado de São Paulo, e agora chegou a conta, e com isso teremos que cortar tudo, são cerca de R$ 15 milhões”, disse o prefeito.

Ortolan, afirmou seguir com as prioridades, principalmente com a Saúde, mas investimentos como a construção do Fórum, Hospital, e demais obras serão cortadas.

“Temos que cortar tudo, festa da cidade sem shows, será de forma simples; as entidades continuaremos, pois entendemos que é importante o trabalho delas; Rodeio não teremos; campeonatos serão reduzidos, olímpiadas. Cada Secretaria terá que fazer os cortes”, disse Ortolan.

O parcelamento da dívida passará pelo aval dos vereadores.

A live completa pode ser assistida pelo link, acesse aqui.

raros-2
Prev Post Henrique e Juliano curtiram final de semana em Cordeirópolis
Next Post Falecimento - Manoel Pereira da Silva (Mané Passarinheiro)
Veja mais
Link para o WhatsApp