Cordeirópolis deve investir R$ 120 milhões para concluir as obras do anel viário

  • 0
  • 117 views


Obra será financiada pelo “Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana – Pró-Transporte” e recebeu o aval dos vereadores

Foi discutido terça-feira(06) e aprovado, o projeto de lei que autoriza o município a contratar operação de crédito com a Caixa Econômica Federal em R$ 100 milhões que será financiada pelo “Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana – Pró-Transporte”.

Loja Barbosa (3)

 O projeto consiste em 15 km de extensão, iniciando na Avenida Presidente Vargas, abrangendo pistas simples e rotatórias. Do montante R$ 20 milhões virá de contrapartida da Prefeitura.

O anel viário interligará rodovias que passam pelo polo cerâmico: Constante Peruchi, Washington Luiz e Cássio Freitas Levy chegando até a Avenida Aristeu Marcicano.

No projeto há ainda dois viadutos: um sobre a ferrovia, onde a Rumo já entregou a 1ª fase e outro na Rodovia Washington Luiz, que estará a cargo da concessionária Eixo.

De acordo com o prefeito Adinan Ortolan, este financiamento é direcionado e exclusivo à obra.

“Não será uma obra que eu concluirei, mas a cidade necessita dar continuidade a esse projeto que é bem complexo, pois incluem autorizações ambientais, desapropriações e muito mais detalhes que a obra exige”, explicou Ortolan.

Mobilidade

Segundo informações do setor de trânsito da Prefeitura, há estimativa que circulam em torno de 500 veículos pesados pela área central  e após o término do anel, esse fluxo tende a ser eliminado.

Condições de financiamento

De acordo com o projeto, o recurso é do Programa Avançar Cidades do Governo Federal, subsidiado pelo FGTS com taxas de 6% ao ano, mais 1% de risco e mais 1% agente (Caixa), totalizando  8% ao ano, com carência de 4 anos + 20 anos para pagar, podendo ser estendido para 30 anos.

 

Previsão da obra

Em 2023:  a aprovação do projeto e a licença ambiental; desapropriação judicial das áreas, processo licitatório com início das obras previsto para 2024.

Entre 2025 a 2028 a obra será realizada em 4 fases, sendo a primeira na interligação entre a Rodovia Cássio de Freitas Levy e o Viaduto Valdemar Fragnani.

Projeto

Desde a década de 90, o município de Cordeirópolis lançou o projeto do anel viário cuja finalidade é interligar as rodovias e principalmente descentralizar o trânsito da área central.

A cidade de Cordeirópolis, por pertencer ao maior polo cerâmico da América Latina, recebe diariamente centenas de caminhões, seja para escoar os produtos, quanto para a matéria prima, o que vem acarretando o trânsito local, principalmente em horários de pico nas principais ruas centrais, para atravessar de um lado para outro da cidade. Em administrações anteriores com a tentativa em amenizar o fluxo e agilizar a passagem da área central para região sul, foram feitas mudanças,  mas ainda continua com a mesma lentidão em horários de pico.

Prev Post Falecimento - João Carlos Ribeiro (João Spok)
Next Post Polícia Civil de Cordeirópolis apreende pistola e munições no Jardim Eldorado
Veja mais
Link para o WhatsApp