Apae e Lar dos Velhinhos recebem equipamentos de informática

  • 0
  • 897 views

Apae recebeu 5 tabletes e o Lar uma impressora

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Cordeirópolis e o Lar dos Velhinhos Santa Inês de Cordeirópolis receberam equipamentos de informática neste mês de dezembro.

Loja Barbosa (3)

A Apae recebeu cinco tabletes da marca Samsung das mãos da diretora e proprietária do Portal de notícias JE10, Rosangela Mello; e  o Lar do Velhinhos Santa Inês recebeu das mãos do presidente do Saae, Silvio Pirillo, uma impressora multifuncional.

A ação foi em conjunto junto ao Ministério Público através de uma celebração de Acordo de Não Persecução Cível.

O ato foi devido à inúmeras denúncias anônimas contra os representados, trazendo informações infundadas sobre ganho ilícito e/ou remuneração sem execução do trabalho. O MP através da promotora Aline Moraes abriu investigação e chegou ao resultado:

“Com exceção das "denúncias" anônimas, não há qualquer outro documento nos autos apto a demonstrar que Rosangela recebe remuneração do SAAE sem efetivamente trabalhar. Pelo contrário, houve a juntada de relatório demonstrando as atividades realizadas pela representada. Ademais, o município atestou que cessou a publicidade institucional no portal JE10 após Rosangela ser nomeada em cargo comissionado no SAAE. Assim, por ora, os elementos constantes nos autos não comprovam as alegações feitas nas "denúncias" no sentido de que Rosangela recebe remuneração sem trabalhar e/ou que recebe verba pública por meio da sua empresa JE10, o que poderia configurar conflito de interesses com o seu cargo comissionado”.

No entanto, a promotoria já vem solicitando em outros setores públicos, entre eles a Câmara Municipal, com referências a cargos de jornalista e mais uma vez trouxe a seguinte observação: “O aludido cargo, portanto, deveria ser de provimento efetivo, por meio de regular concurso público”.  O cargo será extinto para a função.

Para a diretora do Portal, mais uma vez as denúncias anônimas que trouxeram foi uma forma de tentar prejudicar, porém, de forma indireta ajudou as entidades do município.

“Analiso que essas denúncias infundadas foram de pessoas que não gostam da atuação do jornalismo sério, que bate de frente contra todo e qualquer tipo de violência ou esfera política, neste sentido vejo que estou no caminho certo. Várias denúncias infundadas já foram arquivadas e essa é mais uma, afinal são 16 anos de trabalho sério na cidade. Por outro lado, fiquei honrada com o acordo da promotora, pois ela também preza pela verdade, e ela quis colocar um fim nisso tudo, além de podermos contribuir com entidades sérias que oferecem serviços à população. Com relação ao meu trabalho à autarquia foi feito de forma profissional, como outros jornalistas que passaram por lá e executaram; aos que tentam denegrir a minha imagem e da minha empresa espalhando os documentos, só lamento, pois são pessoas vazias, sem capacidade e que sempre ficarão tentando buscar por algo que não existe e com toda certeza não irão encontrar, pois caráter e profissionalismo não está presente em todos”, disse Rosangela.

O acordo já foi realizado pelo MP, cumprido pelas partes restando apenas a homologação da justiça; e os equipamentos entregues para que as entidades usufruam.

raros-2
Motorista embriagado causa dois acidentes e foge para casa da avó
Prev Post Motorista embriagado causa dois acidentes e foge para casa da avó
Festa do Peão de Cordeirópolis deve acontecer em maio de 2024
Next Post Festa do Peão de Cordeirópolis deve acontecer em maio de 2024
Veja mais

Leave a Comment:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link para o WhatsApp